Varejo mantém expectativas para último trimestre 2019

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2019 10h56
REUTERS/ Nacho DoceEm entrevista ao Jornal da Manhã, o supervisor-geral das Lojas CEM, José Domingos Alves, deu um panorama do setor

As expectativas do varejo para o último trimestre do ano de 2019 estão se mantendo. Em entrevista ao Jornal da Manhã, o supervisor-geral das Lojas CEM, José Domingos Alves, afirmou que o ano começou com uma “proposta diferente, porém não imediata”, mas que isso não impediu o crescimento do setor.

“Havia uma expectativa de melhora para o segundo semestre e esse último trimestre realmente respondeu muito bem, nós conseguimos fechá-lo com crescimento de dois dígitos. Agora temos a esperança de que o último do ano seja igual ou ainda melhor”, sinaliza José.

“O varejo movimenta muito bem a economia e também a indústria, que é responsável por nos abastecer”, afirma. “Nos próximos três meses teremos Dia das Crianças, Black Friday e Natal, então a previsão é de que tenhamos um fechamento de ano positivo.”

Com a tramitação da reforma tributária, José Domingos ressaltou que “precisam acabar com a burocracia”. “É uma responsabilidade muito grande do Governo e do Congresso pensar no desenvolvimento do país e na importância de se tornar mais prática a tributação”, analisa.

José Domingos alerta que esse avanço do setor também gera mais empregos. “Uma forma de gerar empregos é abrir filial. Você gera, além de na nova loja, também na matriz, porque precisa reestruturar a demanda. A importância do varejo físico para o país, não tenha dúvidas, é fundamental para que o pais se desenvolva”, finaliza.