Vaticano nega que sínodo da Amazônia vá aprovar ordenação de homens casados

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2019 10h36
EFEEncontro acontece entre entre os dias 6 e 27 de outubro

O Diretor Editorial de Comunicação do Vaticano, Andrea Tornielli, desmentiu nesta sexta-feira (20) a informação de que o Sínodo Amazônico iria aprovar a ordenação de homens casados.

Através de um vídeo compartilhado no Twitter, Tornielli afirmou que o Sínodo tem função consultiva e que não tem o poder de aprovar mudanças. De acordo com ele, o evento deverá abordar, entre outros assuntos, soluções para a falta de sacerdotes em regiões distantes da Amazônia.

A Igreja Católica não permite que padres se casem, mas em circunstâncias extraordinárias autoriza que homens já casados sejam ordenados. A exceção vale para católicos do oriente e para a Igreja do rito latino.

A publicação do vídeo faz parte de uma estratégia de comunicação do Vaticano para divulgação do Sínodo Amazônico. O evento é um encontro de bispos com o Papa para discutir um tema específico.

Desta vez, o Sínodo irá abordar a presença da Igreja Católica na Amazônia e formas de aplicar o que Francisco chama de “ecologia integral”. O encontro irá acontecer entre os dias 6 e 27 de outubro.

*Com informações da repórter Larissa Coelho