Velhos conhecidos, PT e PSDB dominam disputa pelo governo de MG e contam com incógnita do PSB

  • 20/08/2018 06h13
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilNo cenário hoje, a grande incógnita é Márcio Lacerda, ex-prefeito de Belo Horizonte

Em Minas Gerais, dois políticos que já governaram o Estado lideram a disputa: Antonio Anastasia, do PSDB, e Fernando Pimentel, do PT.

O tucano foi governador entre 2010 e 2014 e, depois, eleito senador. Já o petista é o atual governador e, agora, tenta a reeleição.

No cenário hoje, a grande incógnita é Márcio Lacerda, ex-prefeito de Belo Horizonte. Lacerda seria o candidato do PSB, mas os planos mudaram, depois que o partido fechou um acordo com o PT. Pelo acerto, ficou estabelecido que Lacerda não seria mais candidato em Minas e o PSB apoiaria a reeleição de Pimentel.

Em troca, o PT retiraria a candidatura de Marília Arraes ao governo de Pernambuco e apoiaria a campanha do atual governador, Paulo Câmara, do PSB.

Em Pernambuco, o acordo foi cumprido – a petista Marília Arraes abriu mão da candidatura ao governo e, agora, vai concorrer a deputada federal. Mas, em Minas, Márcio Lacerda resiste ao acordo.

Na quarta-feira passada, no último dia do prazo, ele registrou a candidatura a governador e, agora, vai enfrentar um pedido de impugnação feito pelo próprio partido – o PSB de Minas.

Hoje, segundo os levantamentos, o ex-prefeito de BH seria o terceiro colocado na corrida pelo governo do Estado. A última pesquisa CNT/MDA aponta o tucano Antônio Anastasia, na frente, com 21,5% das intenções de voto. Na sequência, vem o governador Fernando Pimentel, do PT, com 13,3%. Ele e Anastasia fariam, hoje, o segundo turno.

Márcio Lacerda viria na terceira posição, com 9,7%. O empresário Romeu Zema, do Partido Novo, aparece em quarto, com 3,2%. 28% dizem que vão votar branco ou nulo e 19,7% estão indecisos.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Vitor Brown