Vendas online somam 82 mil reclamações em 2020

O número é superior ao total registrado durante todo o ano passado

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2020 06h32 - Atualizado em 25/06/2020 08h03
ReproduçãoDe acordo com o Procon, se o consumidor não recebeu a compra que fez pela internet dentro do prazo estipulado, ele deve registrar a reclamação no site da entidade

Já faz quase dois meses que a jornalista Thayse Lopes comprou o presente de aniversário de uma amiga pela internet e até agora não recebeu. A fatura do cartão, porém, está vindo normalmente. A reclamação de Thayse é uma das mais de 27 mil que foram realizadas apenas no mês de maio no Procon de São Paulo. O número é 40% maior do que o do mês anterior.

Só nos primeiros seis meses deste ano, foram feitas cerca de 80 mil reclamações, número superior ao registrado durante todo o ano passado. Os principais motivos são a demora na entrega, problemas com cobrança e quando o produto não chega até o consumidor.

O diretor-executivo do Procon, Fernando Capez, explica que outro problema é o número de golpes que estão sendo aplicados por e-mails e pelos aplicativos de mensagens. Fernando Capez recomenda que o consumidor não clique em links estranhos e que sempre suspeite das ofertas generosas demais.

De acordo com o Procon, se o consumidor não recebeu a compra que fez pela internet dentro do prazo estipulado, ele deve registrar a reclamação no site procon.sp.gov.br.  O tempo para o problema ser resolvido é de dez dias.

*Com informações da repórter Nicole Fusco