Venezuela recebe primeiro carregamento de ajuda humanitária da Cruz Vermelha

Pelo menos 20 caminhões em caravana transportaram a carga para Caracas

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2019 10h01
EFEA carga inclui 24 toneladas de insumos médicos e 14 geradores que serão distribuídos nos hospitais

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aprovou a entrada do primeiro carregamento com medicamentos e suprimentos hospitalares entregue pela Cruz Vermelha.

A carga inclui 24 toneladas de insumos médicos e 14 geradores que serão distribuídos nos hospitais, além de outros equipamentos para transformar água suja em potável.

Pelo menos 20 caminhões em caravana transportaram a carga para Caracas, partindo do aeroporto internacional de Maiquetía.

Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela por mais de 50 países, tuitou que foi um grande dia para todos os venezuelanos e uma “grande derrota para o usurpador”. O oposicionista, no dia 23 de janeiro, havia permitido a entrada de alimentos e medicamentos através das fronteiras com Colômbia, Brasil e Curaçao.

Mas seus esforços falharam, porque as Forças Armadas impediram a entrada depois que Nicolás Maduro denunciou a operação como uma desculpa para a intervenção militar dos Estados Unidos.

*Informações do repórter Victor Moraes