Vice de Amoêdo defende voto de convicção: ‘vamos ficar votando útil até quando?’

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2018 09h59 - Atualizado em 17/09/2018 10h36
Derek Flores/Jovem PanSem poupar nomes, o vice de Amoêdo na disputa pela Presidência, apontou os cenários em caso de votos dos eleitores nos adversários

A três semanas das eleições, a disputa eleitoral continua em aberto, mas com a indicação de uma polarização entre esquerda e direita, segundo dados de pesquisas recentes.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o vice na chapa de João Amoêdo à Presidência, o cientista político Christian Lohbauer, afirmou que “chegou a hora do voto de convicção”.

Lohbauer defendeu o partido NOVO como uma instituição de que “não tem nada de parecido no universo partidário” e fez um apelo para que os eleitores leiam o estatuto da sigla, vejam que seus candidatos são ficha limpa e compromissados com o plano de País.

A gente tem 30 anos de história política democrática e, na maioria, os brasileiros todos sempre votaram no menos pior. Criou-se uma relação com a política que não se deve ter. A relação que se deve ter é votar em quem você realmente acredita no primeiro turno. Não temos mais tempo a perder. Vamos ficar votando útil até quando?”, questionou. “Chegou a hora do voto de convicção”.

Sem poupar nomes, o vice de Amoêdo na disputa pela Presidência, apontou os cenários em caso de votos dos eleitores nos adversários.

Votou no Ciro [Gomes] é inflação na veia, pode escrever. Ciro diz que Brasil não tem déficit da previdência. Votou no [Geraldo] Alckmin é mais do mesmo, sujeito chamou o Ciro Nogueira, Valdemar da Costa Neto, Paulinho da Força e Roberto Jefferson para constituir Governo. Quem vai esperar que teremos algo diferente do que hoje? Não dá para esperar, tanto é que números estão aí e ele não consegue decolar”, disse sobre os representantes do PDT e PSDB.

Lohbauer também não evitou de fazer críticas aos presidenciáveis pela Rede, PT e PSL. “Votou na Marina significa paralisação. A Marina [Silva] vai convocar grupo de trabalho para todas as decisões, vai querer fazer debate democrático, vamos esperar quatro anos para uma decisão. Votou no [Fernando] Haddad é jogar o Brasil no abismo. Votar nele, que é pau mandado de sujeito que está preso, tem vice que é sub do sub, não tem condições de colocar esse país na mão do PT de novo. É querer se suicidar. Votar no [Jair] Bolsonaro significa entregar o país num cheque em branco no escuro. Brasil não tem tempo para aventura”, terminou.

Por fim, Christian Lohbauer voltoua defender a candidatura de Amoêdo: “temos candidato viável, que estuda, tem posições, vai constituir Governo técnico e vai enfrentar todos os desafios que temos pela frente”.

Confira a entrevista completa com o vice na chapa de João Amoêdo à Presidência, Christian Lohbauer: