Violência leva Secretaria Municipal de Ensino a suspender aulas em 15 escolas no RJ

  • 23/08/2017 06h26
Ao todo, 15 escolas tiveram o ano letivo interrompido por conta da criminalidade dentro da favela do Jacarezinho e vizinhanças

6.500 alunos da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro estão condenados, pelo menos neste primeiro momento, a não ter mais aulas neste ano de 2017.

Ao todo, 15 escolas tiveram o ano letivo interrompido por conta da criminalidade dentro da favela do Jacarezinho e vizinhanças.

A decisão foi tomada pela Secretaria Municipal de Educação, pelo prefeito Marcello Crivella, e representantes das escolas, localizadas em áreas de riscos de confrontos. Alguns professores contestam a decisão tomada pela Prefeitura.

O fato é que nos últimos dias o RJ bateu recordes no número de crianças sem poder estudar por conta da violência, na última segunda-feira foram 27 mil, na sexta-feira passada, aproximadamente 20 mil alunos.

Pais e alunos estão preocupados com a interrupção abrupta do ano letivo e tem muita gente falando que pode recorrer à Justiça para que as aulas sejam reiniciadas.

*Informações do repórter Rodrigo Viga