Virada Sustentável aproxima SP de soluções inteligentes para preservação

  • Por Jovem Pan
  • 26/08/2019 09h13 - Atualizado em 26/08/2019 10h29
Flickr/Virada SustentávelNo sábado (24), nem o frio e nem a chuva espantaram as famílias que foram ao Parque do Ibirapuera para curtir a 9ª Virada Sustentável

O Arthur, de três anos, chegou bem cedo ao parque Ibirapuera para a aula de yoga com histórias. No sábado (24), nem o frio e nem a chuva espantaram as famílias que foram ao Parque do Ibirapuera para curtir a 9ª Virada Sustentável. Inclusive, alguns pais trouxeram as crianças para ensinar, desde cedo, a importância da sustentabilidade.

“É uma preocupação que tem que existir, o planeta está pedindo socorro. Temos que ensinar para os pequenos e ser exemplo para eles.” A fala é da jornalista Elisabeth Vasconcelos, que levou os filhos Felipe, de cinco anos, e Manuela, de três. Para ela, é importante aprender desde cedo a cuidar do planeta.

A 9ª edição da Virada Sustentável contou com mais de 600 atrações entre quinta-feira (22) e domingo (25), em diversos pontos de São Paulo.

Desde palestras e rodas de conversa até oficinas e workshops. Também teve teatro, aula, cinema, exposição e música. Além dos catadores sempre a postos para recolher o lixo e ensinar o local adequado de descarte.

O idealizador do evento, André Palhano, conta que a parceria entre sociedade civil, empresas e órgãos públicos têm o objetivo de engajar e, a cada edição, expandir os conhecimentos da população sobre sustentabilidade. “Mais uma vez superou nossas expectativas, foi um lindo evento. Vamos para a 10ª agora.”

A 9ª Virada Sustentável ocorreu na semana em que os olhos do Brasil e do mundo estavam mirando a Amazônia. O diretor executivo da organização OnçaFari esteve no evento para defender o uso sustentável dos recursos naturais. Diante das queimadas em várias áreas do país, Leonardo Gomes afirmou que é possível ter rentabilidade e cuidar do meio ambiente ao mesmo tempo.

Uma obra em especial chamou a atenção de quem passou pelo Parque Ibirapuera no final de semana. Nas mãos do artista Eduardo Baum, o lixo das ruas virou alerta. A empreendedora Gabriela Joaquim, que veio de Taubaté, parou pra ver. “A gente observa e sabe que todo nosso consumo vai gerar um lixo que estará dentro do planeta Terra também.”

Teve espaço para brincadeira e também para aprendizado. A Ana Laura Sivieri, gerente de marketing de uma empresa do setor petroquímico, ressaltou a importância do engajamento sobre reciclagem. “É fundamental que as empresas produtoras de bens de consumam tenham responsabilidade.”

No ano passado, a Virada Sustentável teve cerca de 500 atrações em 149 locais. Na edição de 2019, o número de ações subiu para 600.

A expectativa é aumentar o engajamento na próxima edição.

*Com informações da repórter Marcella Lourenzetto