Vitória da oposição em eleição para prefeitura de Istambul é anulada por comissão eleitoral

A motivação do pedido são supostas irregularidades nas eleições para a prefeitura da cidade

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2019 07h22 - Atualizado em 07/05/2019 10h23
EFE/SEDAT SUNADe acordo com um representante do partido, a segunda eleição deve ocorrer no dia 23 de junho

A Comissão Eleitoral da Turquia ordenou nesta segunda-feira (06) a realização de novas eleições municipais em Istambul, a principal cidade do país. A ação é uma resposta ao apelo do partido do presidente Recep Tayyip Erdogan, após a vitória do principal partido opositor, o CHP.

A motivação do pedido são supostas irregularidades no pleito para a prefeitura da cidade. A votação aconteceu no dia 31 de março e elegeu o candidato opositor Ekrem Imamoglu, com uma margem estreita de 15 mil votos.

A vitória causou surpresa já que pela primeira vez, após vinte e cinco anos, o partido de Erdogan perdeu o poder da metrópole.

A decisão de anular as eleições foi tomada em uma reunião do comitê eleitoral que discutiu o recurso apresentado pelo partido do presidente, o AKP, que contestou os resultados.

De acordo com um representante do partido, a segunda eleição deve ocorrer no dia 23 de junho.

O APK vai enfrentar agora as eleições nacionais, o primeiro teste eleitoral desde a crise monetária. A lira turca já perdeu cerca de 10% de seu valor desde a semana anterior à primeira votação.

Os investidores temem que as semanas de campanha adicional desviem fundos e atenções das reformas econômicas.

*Informações da repórter Larissa Coelho