Witzel alega que nunca houve golpe no Brasil e diz que em 1964 ‘povo optou pelo não comunismo’

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2019 06h28
Fernando Frazão/Agência Brasil"O regime militar, se não tivesse havido regime militar, teria havido regime comunista. O povo optou pelo não comunismo”, disse Witzel

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, reproduziu o posicionamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, e afirmou que não houve golpe militar no Brasil.

Nesta quarta-feira (27), Witzel disse publicamente que o fato não existiu: “no Brasil nunca houve golpe. O que houve no Brasil foram ações do povo contra determinadas situações que não eram interesse do povo. O regime militar, se não tivesse havido regime militar, teria havido regime comunista. O povo optou pelo não comunismo”.

MPF recomenda que data não seja comemorada

Uma ação coordenada do Ministério Público Federal em pelo menos 18 Estados enviou recomendação a brigadas, grupamentos, comandos especiais, academias militares das Forças Armadas e outras unidades que integram Comandos Militares para que não comemorem, no dia 31 de março, o aniversário do golpe militar de 1964.

No domingo (24), o presidente Jair Bolsonaro orientou os quartéis a celebrarem a “data histórica”, quando um golpe militar derrubou o governo João Goulart e iniciou um regime ditatorial que durou 21 anos.

A recomendação é para que qualquer organização militar “se abstenha de promover ou tomar parte de qualquer manifestação pública, em ambiente militar ou fardado, em comemoração ou homenagem ao período de exceção instalado a partir do golpe militar de 31 de março de 1964”.

A iniciativa replica outras movimentações no mesmo sentido de procuradores em todo o País.

*Informações do repórter Rodrigo Viga