Witzel presta depoimento nesta quinta em inquérito sobre fraudes na saúde

  • Por Jovem Pan
  • 09/07/2020 08h07 - Atualizado em 09/07/2020 08h12
Wilton Junior/Estadão ConteúdoWilson Witzel deve ser ouvido pelos agentes da PF no Palácio Guanabara. O advogado dele garante a inocência do cliente

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, presta depoimento à Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (9), no âmbito das investigações do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que deram origem à Operação Placebo, que mirou suspeitas de irregularidades nas compras e contratações para a pandemia da Covid-19, em especial nos hospitais de campanha.

A oitiva deveria ter acontecido na semana passada, mas foi remarcada após a morte da avó da primeira-dama, Helena Witzel, também investigada pela PF. O casal foi alvo da Operação Placebo que cumpriu mandados em vários endereços nobres da capital fluminense. Entre os locais visitados está o Palácio Guanabara, o Palácio Laranjeiras, a residência particular do casal no Grajau, entre outros locais. Na ocasião, celulares e computadores do governador e esposa também foram apreendidos e foram periciados pela Polícia Federal.

Wilson Witzel deve ser ouvido pelos agentes da PF no Palácio Guanabara. O advogado dele garante a inocência do cliente e acredita que as suspeitas em torno da gestão do governador tem como ponto de partida a disputa política de Witzel com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga