Coronavírus: Witzel quer antecipar recursos da venda da Cedae

  • Por Jovem Pan
  • 26/03/2020 06h47 - Atualizado em 26/03/2020 09h01
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDOA proposta era de uma antecipação integral do valor, cerca de R$ 11 bilhões

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, pediu ao presidente da república, Jair Bolsonaro, e ao ministro da Economia, Paulo Guedes, a antecipação de recursos que virão de uma futura receita do estado, a concessão da Cedae — companhia de água e esgoto.

Mesmo com a pandemia e o avanço do coronavírus do Brasil, o estado do Rio de Janeiro se mantém firme para realizar, em outubro desse ano, a concessão. O governador do Rio de Janeiro estima algo em torno de R$ 11 bilhões.

A proposta era de uma antecipação integral do valor, mas Witzel disse que o ministro da Economia sinalizou a possibilidade de antecipar dois terços do valor, ou seja, cerca de R$ 7 bilhões.

Além da concessão de duas partes da Cedae, no ano que vem, o governo do Rio de Janeiro se prepara fazer ainda uma abertura de capital para mais dois segmentos, sendo eles a captação e o tratamento de água.

Atualmente, a água é captada, tratada, distribuída e coletada em forma de esgoto pela companhia do Rio de Janeiro.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga