Abinee pressiona o governo para atenuar acusações da OMC

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2017 16h45
Indústria brasileira pode enfrentar um possível embargo caso não acate as decisões da OMC

Um dia após a Organização Mundial do Comércio (OMC) confirmar a decisão de que considera ilegais os subsídios e os incentivos dados pelo governo federal aos produtos nacionais, os fabricantes e associados da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), pretendem se reunir para elaborar um conjunto de propostas de aperfeiçoamento da lei de informática, que seria enviada ao governo federal.

Ainda não se sabe quais propostas serão essas, mas as conversas entre os empresários já começaram a acontecer. A Associação reúne fabricantes de produtos geradores de energia, transmissores, tablets, celulares, entre outros, e a ideia é atenuar as acusações da OMC, principalmente da União Europeia e do Japão, porém até agora nada foi feito.

As alternativas são se adequar ao o que a OMC pede, mas há poucas informações e a indústria não sabe como fazer, até porque as isenções não são sobre o valor dos produtos. Já a segunda opção é não fazer nada sob o argumento de proteger o mercado interno e os postos de emprego, o que poderia acarretar em embargo dos produtos brasileiros.

*Informações do repórter Caio Rocha