Alckmin será eleito presidente do PSDB neste sábado

  • Por Jovem Pan
  • 08/12/2017 15h38
WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDOAlckmin pode ser aclamado como pré-candidato do PSDB, mas Arthur Virgílio insiste em prévias

O governador de São Paulo será eleito, neste sábado (9), presidente do PSDB em uma tentativa de apaziguar os ânimos e evitar rachas no partido.

Na Convenção Nacional, em Brasília, parte da militância deverá aclamar Geraldo Alckmin como candidato tucano ao Palácio do Planalto. No entanto, a legenda terá de organizar prévias em fevereiro ou março, já que o prefeito de Manaus, Artur Virgílio, também quer concorrer.

O PSDB vive uma crise desde que o presidente licenciado Aécio Neves (MG), envolvido em corrupção, retirou da presidência da sigla o interino Tasso Jereissati (CE). O senador cearense e o governador Marconi Perillo (GO) queriam concorrer ao comando tucano.

Mas Geraldo Alckmin convenceu os dois a desistir em favor da unidade partidária e agora pede o apoio à militância e aos parlamentares em Brasília. Ele convida os tucanos para a convenção e diz que quer “ouvir a bancada” sobre a formação da nova executiva.

Geraldo Alckmin vai substituir o presidente interino do PSDB, o ex-governador Alberto Goldman.

Prévias

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, quer se candidatar ao Palácio do Planalto e defende prévias.

Virgílio quer “prévias amplas e irrestritas”, com participação de todos os filiados. Em entrevista à Jovem Pan, ele classificou como “meio estranho e grotesco” Alckmin acumular a presidência do partido e a pré-candidatura em 2018, postos para o qual é favorito.

Para Arthur Virgílio, seria uma “molecagem” o PSDB aclamar Geraldo Alckmin candidato à presidência sem as prévias.

Aécio

O senador Aécio Neves, investigado por ligações com a JBS, não confirmou presença na Convenção em Brasília, mas exalta o partido.

“O PSDB se tornou o partido mais vitorioso das últimas duas eleições e o partido que mais cresceu. O PSDB deve estar pronto para os novos desafios que terá pela frente”, afirmou.

Aécio Neves se afastou da presidência do PSDB em maio, quando foi gravado pedindo R$ 2 milhões em conversa com o empresário da JBS Joesley Batista.

A Convenção Nacional do partido, em Brasília, começa às 9h e vai até as 13h.

Reportagem de Thiago Uberreich: