Após caos, CGE garante quarta-feira com chuvas menos intensas e mais isoladas

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2018 15h46
ROBERTO CASIMIRO/ESTADÃO CONTEÚDOVale do Anhangabaú foi novamente castigado pelas fortes chuvas da terça-feira

As chuvas da última terça-feira (20) causaram danos à cidade de São Paulo. Três pessoas morreram e mais de mil pessoas foram obrigadas a sair de casa. De acordo com a Defesa Civil, foram registradas 137 quedas de árvores e 24 desabamentos, sendo que a região mais afetada foi a Vila Mariana, com 27 ocorrências. O balanço da Prefeitura revela que a capital recebeu 800 mm de chuvas em duas horas, 40% da precipitação para todo o mês de março.

Em entrevista à Jovem Pan, o meteorologista do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), Adilson Nazário, confirmou que a quarta-feira também será chuvosa, porém com menos intensidade e em pontos mais isolados. “Toda a simulação que temos feito dão conta de que teremos chuvas isoladas, mas não com a mesma intensidade da última terça-feira. Serão chuvas localizadas, mas não tão fortes”, avaliou o meteorologista.

Nazário enfatizou que as fortes chuvas foram intensificadas pelo forte calor com a passagem de uma frente fria e aliada às zonas de baixa pressão. “Estamos próximos do litoral e isso potencializou. Toda a água que caiu no entorno migrou para a cidade. A chuva foi forte pelo período de duas a três horas e se promulgou até o final da noite.

“Chuvas no verão com baixa velocidade de deslocamento sempre trazem problemas seríssimos. Esse dia não foi o mais chuvoso de 2018. Em 26 de fevereiro foram 42 mm de média e na última terça-feira foi verificado 39,5 mm de média”, completou o meteorologista do CGE.

Adilson Nazário alertou que o solo ainda permanece bastante encharcado, o que pode trazer transtornos às áreas de risco, mesmo com qualquer chuva moderada.

*Com informações do repórter Thiago Muniz