“Golpe do Amor”: Receita Federal alerta para nova forma de extorsão de bandidos

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2018 15h49
Arquivo/Agência BrasilO golpe fez com que as ligações para a Alfândega crescessem, alcançando um total de dez por dia nas últimas semanas

Receita Federal no Aeroporto Internacional de Guarulhos se viu obrigada a emitir nota oficial tamanha a quantidade de ligações relacionadas a um golpe já antigo, conhecido como “Golpe do Amor”, que voltou à moda.

Como ele funciona: um grupo de criminosos que dizem viver no exterior, mas que na verdade estão no Brasil, postam fotos nas redes sociais como se tivessem uma vida próspera, se envolvem com vítimas daqui do Brasil, vão mantendo um relacionamento à distância, dizendo que querem ficar noivos, casar, e ao longo de toda a conversa, dizem que vão mandar para o endereço das possíveis vítimas encomendas, presentes.

Só que, quando essas encomendas que deveriam chegar nas casas das pessoas, surge uma ligação, um email, dizendo que essa encomenda foi retida na Alfândega da Receita Federal do Aeroporto de Guarulhos.

Para liberar esses presentes, as vítimas são informadas que precisarão enviar uma certa quantia em dinheiro para uma conta corrente, que sempre é de uma pessoa física.

A criatividade dos criminosos é tão grande que eles chegam a criar sites falsos para fazer o rastreamento dessas falsas encomendas.

O golpe fez com que as ligações para a Alfândega crescessem, alcançando um total de dez por dia nas últimas semanas. O alto número de chamadas serviu como termômetro, confirmando o retorno da antiga prática.

Com isso, o órgão se viu obrigado a emitir uma nota oficial, afirmando que não pede qualquer quantia em dinheiro, principalmente em conta corrente, e qualquer encomenda que seja barrada deve ser verificada no site oficial da Receita Federal.

*Com informações do repórter Caio Rocha