Mudanças no texto da reforma política devem ser concluídas nesta terça-feira

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2017 15h01 - Atualizado em 14/08/2017 15h06
Brasilia - A comissão especial criada para analisar o projeto da Lei Geral da Copa de 2014 (PL 2330/11, do Executivo) e instalada . Os líderes partidários indicarao os integrantes da comissão. A comissão especial contará com integrantes das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; de Defesa do Consumidor; de Turismo e Desporto; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Possíveis modificações no projeto estão sendo discutidas entre o ministro dos Esportes, Orlando Silva, e a Federação Internacional de Futebol (Fifa). A Fifa discorda de alguns pontos da proposta. 
 Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr Faltam ser analisados três destaques, que são propostas de mudança no texto do deputado Vicente Cândido, para concluir a votação na comissão

A comissão da reforma política volta a se reunir nesta terça-feira (15) para concluir a votação de mudanças no texto do relator, o deputado Vicente Cândido (PT-SP). O colegiado aprovou o voto majoritário para eleger os deputados federais, estaduais e vereadores, o chamado distritão.

Além disso, os parlamentares aprovaram um fundo para financiar as campanhas num valor de R$ 3,6 bilhões. Vale lembrar que esse montante é dinheiro público. Faltam ser analisados três destaques, que são propostas de mudança no texto, para concluir a votação na comissão. Por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), as mudanças vão passar por duas votações na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, e para que passe a valer já nas próximas eleições, a reforma tem que ser aprovada até o dia 7 de outubro.

De acordo com o repórter da Jovem Pan Arthur Scotti, essa deve ser a única proposta que deve passar pelo Congresso, já que quanto mais próximo fica das próximas eleições, se tem mais dificuldade para se aprovar projetos.