Propriedades agrárias crescem e ocupam 41% do Brasil, aponta censo do IBGE

  • Por Jovem Pan
  • 26/07/2018 15h28
PixabayOutro dado relevante do censo agropecuário diz respeito ao aumento nesses últimos 11 anos da participação de mulheres no agro

A área ocupada pela agropecuária no Brasil avançou 5% em 11 anos de acordo com o censo do IBGE.

São 350 milhões e 200 mil hectares utilizados para essas atividades, um aumento de 16 milhões e meio entre 2006 e 2017.

Essa expansão foi o equivalente ao estado do Acre, mas a quantidade de estabelecimentos dedicados a agropecuária reduziu em 2% neste mesmo período.

Isso significa que muitas pessoas estão saindo deste campo, enquanto outras estão aumentando a propriedade.

Um exemplo é o Estado do Rio Grande do Sul, que registrou a queda de 151 mil e 900 estabelecimentos, enquanto a área cresceu em 1 milhão de hectares.

De toda essa área, metade é preservada pelos produtores rurais.

Esse crescimento segue uma linha proposta pelo Ministério da Agricultura nos últimos dias.

De acordo com a meta da Pasta, o Brasil vai aumentar a produtividade de grãos e carnes em cerca de 30% nos próximos 10 anos.

O estudo feito pelo Mapa e pela Embrapa afirma que esse crescimento não vai ocupar nem 15% do território – o que será possível graças ao uso de tecnologias e o ILPF, o sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta.

Outro dado relevante do censo agropecuário diz respeito ao aumento nesses últimos 11 anos da participação de mulheres no agro.

O levantamento mostrou que subiu de 12,7% para 18,6% a quantidade de estabelecimentos agrícolas nos quais o produtor é do sexo feminino.

Também aumento a quantidade de mulheres que são codiretoras desses locais: no ano passado, eram 816 mil e 900 mulheres.

*Com informações da repórter Nanny Cox