‘Bolsonaro abandonou o próprio discurso’, diz Kim Kataguiri

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2019 12h04
Jovem PanKim Kataguiri foi o convidado do Morning Show nesta segunda-feira (11)

Ao lado de Renan Santos, Kim Kataguiri lança o livro “Como um grupo de desajustados derrubou a presidente”, que narra o surgimento e a atuação do Movimento Brasil Livre (MBL).

Uma das figuras mais marcantes no período eleitoral, o MBL agora se descola de Jair Bolsonaro e Kataguiri é enfático em suas críticas ao presidente da República.

“Bolsonaro abandonou o próprio discurso porque ele sempre foi crítico ao Supremo Tribunal Federal e agora diz que o Toffolli é um bom ministro. (…) Eu defendo a agenda econômica, mas não apoio defesa pra ladrão, pensamento autoritário e sectarista de que qualquer um que critique o Bolsonaro é comunista”, disparou durante entrevista ao Morning Show nesta segunda-feira (11).

Kataguiri ainda deixa claro que o MBL está alinhado com a direita política, por isso o afastamento de Bolsonaro foi algo natural. “Bolsonaro nunca foi conservador porque o conservador age com prudência, respeita as instituições, conserva o que funcionou ao longo do tempo, a democracia. Mas o Bolsonaro começou a fazer acordo para proteger o filho ladrão, isso não era a promessa de campanha dele.”

O líder do MBL nega qualquer tipo de envolvimento do grupo na produção e disseminação de notícias falsas, especialmente as que atacam ou promovem figuras políticas.

“Em nenhum momento falamos para fazer qualquer tipo de notícia falsa. Mas o direcionamento ideológico é claro que sempre teve. A gente não faz jornalismo, mas militância política, então defendemos nossas ideias sem a imparcialidade do jornalismo, mas com a parcialidade da militância e isso é natural”, ponderou.