Julgamentos importantes para Temer: TSE e STF podem salvar o presidente?

  • Por Jovem Pan
  • 16/05/2017 18h51
SAO007. SAO PAULO (BRASIL), 04/04/2017-. El presidente de Brasil, Michel Temer, habla hoy, martes 4 de abril de 2017, durante el Fórum Global de la Infancia, una iniciativa que llega por primera a Sudamérica, en el marco de la visita oficial de los reyes de Suecia a Sao Paulo (Brasil). Los monarcas suecos, Carlos XVI Gustavo y Silvia, quienes se encuentran en una visita oficial en Brasil, continuarán su agenda mañana con una visita al Centro de Proyectos y Desarrollo de los cazas modelo Gripen en el municipio de Gavião Peixoto. EFE/FERNANDO BIZERRA JRMichel Temer - EFE

Nesta terça-feira (16), o relator da ação que pode cassar a chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, ministro Herman Benjamin, liberou o processo para a votação em plenário. O julgamento deve ocorrer entre os dias 6 e 8 de junho. No Supremo Tribunal Federal, o ministro Luiz Fux decidiu mandar ao plenário uma ação que deve determinar se o presidente Michel Temer pode ou não ser investigado durante o mandato.

No 3 em 1, Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira comentaram sobre os processos no TSE e no STF e destacaram o momento decisivo enfrentado por Temer.

Vera disse que duvida que o STF vá liberar investigações contra o presidente Temer e pontuou que a defesa do peemedebista conta com um placar contrário à cassação no TSE.

Andreazza afirmou que a decisão do ministro Luiz Fux foi boa e urgente e também destacou o parecer do Ministério Público Eleitoral, que torna apenas a ex-presidente Dilma Rousseff inelegível. Para ele, esse pedido tornaria viável a candidatura de Temer em caso de cassação e convocação de eleições indiretas.

Madureira apontou que a situação da população é dramática, e ressaltou que as eleições de 2010 e 2014 foram vencidas de forma irregular pela chapa Dilma-Temer.

Confira o debate completo no 3 em 1: