Justiça dá prazo para manifestações em processo contra chapa Dilma/Temer

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2017 06h52
Michel Temer e Dilma Rousseff - EFE

Partes envolvidas no processo judicial que pede a cassação da chapa Dilma/Temer têm cinco dias para se manifestar sobre os documentos de ofício.

Ministério Público Eleitoral e advogados dos interessados terão acesso aos levantamentos da perícia e força-tarefa.

O PSDB, autor da ação, entrou com pedido para que o Tribunal Superior Eleitoral ouça suspeitos de três gráficas acusadas de terem recebido pagamentos irregulares que somam R$ 56 milhões.

O advogado dos tucanos, José Eduardo Rangel indicou que não há prazo para as oitivas. “É um pouco difícil precisar, porque todas as partes vão se manifestar e não posso dizer que haja por parte dos requeridos interesse em outras testemunhas. Se for deferida essa prova, isso pode retardar um pouco”, disse.

O advogado do presidente da república, Michel Temer, Gustavo Bonini aponta que após ter conhecimento e analisar os documentos irá se manifestar.

Nossa reportagem procurou os defensores da ex-presidente, Dilma Rousseff, mas estes não foram localizados.

*Informações do repórter Daniel Lian