Justiça decreta prisão de mais 5 suspeitos de morte de dentista em SP

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2016 07h25
Justiça decreta prisão de pichador acusado de matar dentista em SP - REP

Justiça decreta prisão de outros cinco suspeitos pela morte do dentista Wellinton Silva, depois de um grupo ter pichado a casa da vítima, no último fim de semana.

Todos eles estão foragidos: Adilson Nascimento dos Santos, que já tem passagem por homicídio, Marivone Pereira da Silva, namorada de Adilson, Lucas Rafael de Siqueira Nunes, Aluísio Denis Pires da Silva e Anailson Felix da Silva.

O dono do veículo usado no dia do crime, Adolfo Gabriel de Souza segue preso na carceragem do DP de Santa Cecília, após ter se apresentado à polícia.

Adolfo negou em depoimento que tenha matado o dentista e disse que, depois de pichar a casa dele, o grupo foi para a rua de baixo, na zona leste de São Paulo.

Pai de Wellinton, Manuel Silva, de 75 anos também foi atingido pelos pichadores e ficou bastante machucado. De acordo com um dos filhos, Manuel está internado em estado grave no hospital após ter desenvolvido uma infecção no braço.

*Informações do repórter Felipe Palma