Justiça determina que bebê com risco de morte seja transferido para o Incor

  • Por Jovem Pan
  • 14/10/2016 07h25
Reprodução/FacebookIncor

Justiça determina transferência de bebê com risco de morte para o Incor, cujo serviço é referência em cirurgia cardíaca. Ruan dos Santos, de apenas oito meses, tem uma complexa cardiopatia congênita e estava internado na UTI Pediátrica do Hospital Geral de Itapevi desde o dia 22 de agosto.

Nesta quinta-feira (13) ele foi transferido para Instituto do Coração, em São Paulo.

A promotora de Justiça que atuou no caso, contou à reportagem da Jovem Pan que houve diversas tentativas de trazer o bebê para ser operado na capital, mas o Estado sempre negou.

Segundo Paola Bertocco a transferência só aconteceu após a divulgação do caso na mídia.

“Nós não podemos simplesmente ficar parados com a justificativa de falta de vagas. O Estado tem que estar com planejamento melhor, que controle melhor seus gastos, que combata a corrupção existente. Existem relatórios que indicam que, há vários dias, essa criança tinha condições de ser transferida e Estado insiste em alegar que não haviam condições de transferência”, disse.

A justificativa dada pela Secretaria da Saúde do Estado era que além de uma vaga, houvesse também condições clinicas favoráveis para que o paciente pudesse ser transferido em segurança.

*Informações do repórter Felipe Palma