Kátia Abreu acusa PF em Operação Carne Fraca: “abuso de autoridade”

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2017 06h26
Brasília - A ministra Kátia Abreu e secretários, dão coletiva sobre a reabertura de mercados para a carne brasileira, e fazem balanço das ações do ministério em 2015 (Elza Fiuza / Agência Brasil)Kátia Abreu - AGBR

Os senadores querem ouvir representantes da Polícia federal e de produtores de carne para avaliação do que ficou da operação carne Fraca.

A bancada ruralista se reuniu e decidiu mostrar no Congresso que houve mesmo irregularidades e pedir que os culpados sejam punidos e não toda a cadeia produtora.

A surpresa ficou por conta da senadora Kátia Abreu, ex-ministra da Agricultura, que fez críticas aos policiais federais: “essa ação da PF pode nos dar um atraso de quase 10 anos, por vaidade, por arrogância, por abuso de autoridade”.

A ex-ministra surpreendeu ao dizer que como mandatária da pasta da Agricultura tentou, mas não teve forças para demitir o superintendente no Paraná, Daniel Gonçalves Filho. Ele, segundo a senadora, foi fortemente cercado e protegido pelo PMDB.

A oposição tenta criar a CPI da Carne, e o deputado Afonso Florence qur responsabilizar o ministro da Justiça pelas reações contra o superintendente, apontado pela PF como o chefe da quadrilha dos fiscais agropecuários que permitiram as fraudes.

*Informações do repórter José Maria Trindade