Agente da CET impede idoso de parar em vaga pública em frente a cemitério

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2017 13h13 - Atualizado em 03/11/2017 13h27
Reprodução Cones foram colocados no momento em que cidadão estacionava o carro

Mais um caso de descaso foi registrado por ouvinte do programa Ligado na Cidade em pleno feriado de Finados (2).

Marcelo levava o pai de 85 ao Cemitério São Paulo, na zona oeste da capital, em visita ao túmulo do avô, como sempre o faz.

Uma das vagas na rua Cardeal Arco Verde, em frente ao cemitério, estava livre. Porém, no momento em que “embicava” o carro para estacionar, “do nada”, um agente da CET colocou um cone no local, impedindo a manobra.

“Abri o vidro e solicitei que ao operador que iria estacionar o carro pois meu pai é um idoso que está com 85 anos e paciente de sessões de diálise, uma cidadão que merece certos cuidados”, diz Marcelo.

“Ele (agente da CET), na maior cara dura, disse que o prefeito (João Doria) estava a caminho do cemitério”, relata. “Bom, ele está a caminho mas agora eu estou aqui e necessito esta vaga pública”, contestou o ouvinte, em vão.

Além disso, Marcelo conta que “o Cemitério São Paulo está uma verdadeira vergonha, abandonado, imundo – mesmo no dia em que se sabe que muitos irão visitá-lo”.

“O túmulos, a maioria saqueada de suas placas, vasos e qualquer indicação”, relata.

O túmulo de seu avô, no entanto, estava intacto. Marcelo desconfia que isso se deu pois a família paga o serviço de manutenção do cemitério.

“Saímos por volta das 14h25, o cone continuava no mesmo lugar e nada de o ‘dono’ da vaga chegar”, conclui o ouvinte. Ouça o relato:

Veja fotos do evento:

Cone foi colocado no momento em que cidadão tentava estacionar

Carro da CET que bloqueou vaga pública

A Jovem Pan tenta contato com o prefeito João Doria para verificar sua agenda desta quinta (2).