“Mais fácil nascer dente em galinha do que Dilma voltar”, diz Ricardo Ferraço

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2016 08h38
senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) - ASenado

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) declarou que “é mais fácil nascer dente em galinha do que Dilma retomar seu posto de presidente”. Para o peemedebista, o processo no Senado caminha para o afastamento definitivo da petista.

Nesta quinta-feira (28), termina o prazo para que a presidente afastada entregue os documentos com as alegações finais do processo na Comissão Especial do Impeachment. A defesa tem até às 18h30 para a apresentação da documentação.

Com o adiamento do prazo concedido nesta terça (o prazo anterior terminaria nesta quarta-feira), a jurista Janaina Paschoal disse à Jovem Pan que a relatoria compensaria esse dia no final do processo. Ferraço destacou que o “ideal” era que o imbróglio já tivesse sido resolvido.

“Os fatos são robustos, evidentes. Essa verdade não fala, ela grita. Os crimes cometidos pela presidente Dilma, pelo seu Governo, com dolo, as denúncias se sucedem dia a dia. De novo ela fala que não sabe, que nunca viu. Uma mentirada atrás da outra. O ideal era que já tivéssemos resolvido isso”, disse.

A expectativa agora é que a votação do relatório ocorra no início de agosto, no dia 04. “Minha expectativa é que na terça, dia 02, o relator [Antonio Anastasia] apresente o relatório. Dia 04 votamos na comissão o afastamento definitivo, não apenas de Dilma, mas de toda a tropa que constituiu, ao seu lado, para violentar e mergulhar nosso País em uma crise política, econômica e moral sem precedentes”.

Segundo o cronograma previsto, a votação final no plenário do Senado deve ocorrer entre os dias 20 e 25 de agosto.