Major Olímpio evita promessas: “vai faltar dinheiro em todas as áreas”

  • Por Jovem Pan
  • 15/09/2016 09h53
Major Olímpio (SD) foi o quarto candidato à Prefeitura de SP a participar de sabatina no Jornal da Manhã da Jovem Pan

O candidato Major Olímpio (SD) prevê que o próximo prefeito de São Paulo terá “dificuldades extremas” para cumprir suas promessas eleitorais devido à falta de verba que o município deve enfrentar com a crise econômica. “Todo mundo pode tudo no discurso”, diz, criticando as “promessas inexequíveis” dos outros candidatos, nas quais não acredita.

Olímpio faz um prognóstico negativo: “vai faltar dinheiro em todas as áreas”. Ele prega uma “auditoria em todos os contratos municipais”. Com a falta de verba, Major vê dificuldade para a Prefeitura suprir as 103 mil vagas demandadas nas creches de São Paulo. Ele prevê uma perda de R$ 5 bilhões na receita do município.

Crítico ferrenho do atual prefeito Fernando Haddad (PT) e de seu partido, Olímpio alivia na questão das creches. “É um grande desafio, daí não adianta só dar bordoada no prefeito”, afirmou em entrevista exclusiva à Jovem Pan nesta quinta (15). “A construção de creches vai demandar recursos e tempo”, disse. “Isso é um grande desafio para toda a sociedade”.

ASSISTA À PARTICIPAÇÃO COMPLETA DE MAJOR OLÍMPIO NO JORNAL DA MANHÃ

Olímpio foca seu discurso em temas estaduais, federais e de segurança públicacomo a redução da maioridade penal e a atuação da polícia no combate ao tráfico à violência nas manifestações, temas que não dizem respeito à alçada da Prefeitura.

As promessas que Major Olímpio fez durante os 40 minutos de sabatina no Jornal da Manhã foram aumentar a atuação da GCM como “força de segurança municipal”, combater a corrupção, rever contratos do município e manter o passe livre estudantil criado por Haddad no transporte coletivo. Olímpio também afirmou que os corredores de ônibus “devem ser ampliados”, mas disse em seguida ser um “absurdo” quando as atuais construções “estrangulam” o trânsito dos carros particulares.