Manifestantes ocupam Secretaria de Cultura e pedem saída de Sturm do cargo

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2017 09h32
SP - CULTURA/SP/STURM/PROTESTOS - GERAL - Manifestantes ocupam desde o início da tarde da quarta-feira, 31, a sede da Secretaria Municipal de Cultura, no centro de São Paulo, em protesto pela saída do secretário André Sturm e pelo descongelamento de recursos para a área. Cerca de 70 pessoas subiram ao 11º andar do prédio situado na Avenida São João, centro da capital, nas imediações do Largo do Paissandú. Representantes de movimentos culturais da periferia e ligados à Dança, Música e Teatro solicitam contato com o prefeito João Doria (PSDB), com o vice-prefeito Bruno Covas e com o secretário de governo, Júlio Semeghini. 01/06/2017 - Foto: NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDOProtesto acaba com sede da Secretaria de Cultura de São Paulo invadida por mais de 200 pessoas - ae

Grupo de manifestantes ocupa Secretaria municipal de Cultura, no centro de São Paulo, e pede a saída do gestor da pasta André Sturm, além do descongelamento da verba para o setor.

O grupo formado por artistas e pessoas ligadas a movimentos culturais, aproximadamente 250 pessoas, pendurou faixas nas janelas do edifício. O saguão do 11º andar foi tomado.

A Secretaria contou que o secretário André Sturm precisou fazer uma barricada para garantir que a porta do gabinete não fosse derrubada.

O protesto ocorre após a divulgação de um áudio em que responsável pela pasta ameaçou agredir um agente cultural durante um encontro para negociar a renovação da parceria para administração de uma Casa de Cultura.

O prefeito de São Paulo, João Doria, classificou como “situação pontual” as ameaças de agressão física feitas pelo secretário municipal de Cultura, André Sturm “Momento de desequilíbrio” se referiu Doria ao caso.

Confira as informações do repórter Anderson Costa: