Manifestantes protestam em frente à casa oficial de Cunha, que estava vazia

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2015 13h55
BRASÍLIA, DF - 05.02.2015: CÂMARA/DF - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), faz a leitura do ato de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, no plenário da Casa, em Brasília, nesta quinta-feira. (Foto: Renato Costa/Frame/Folhapress)O presidente da Câmara dos Deputados

 Militantes do MST fizeram uma manifestação de cerca de uma hora em frente à residência oficial do Presidente da Câmara, o deputado Eduardo Cunha, na segunda-feira (02/11). Segundo a Juventude do MST, responsável pelo protesto, a manifestação teve como o objetivo pedir a saída de Cunha do cargo. O grupo considera que o presidente da câmara, representa a agenda conservadora que hoje é discutida no legislativo. Isso porque o peemedebista é considerado responsável pela votação de matérias como a redução da maioridade penal, da terceirização e do projeto que dificulta o aborto.

De acordo com os manifestantes, cerca de 300 jovens participaram do protesto, já para a polícia, eram cerca de 250 pessoas, algumas com o rosto coberto. A polícia legislativa, responsável pela segurança em torno da residência oficial do Presidente da Câmara, informou que Cunha estava no Rio de Janeiro no momento da manifestação.

Os jovens deixaram a mensagem “Fora Cunha” pintada na frente da casa, no chão, na guarita e no verso da placa da residência oficial. Não houve confrontos entre policiais e manifestantes.  A assessoria de imprensa de Cunha não quis comentar o assunto.