Marginal sem motos, campanha na TV e acordo com “apps”: Doria lança combo contra mortes no trânsito

  • Por Jovem Pan
  • 03/05/2017 08h04
SP - TRÂNSITO/MARGINAL TIETÊ - GERAL - Transito na Marginal Tietê, próximo à ponte das Bandeiras, sentido Rodovia Castelo Branco, em São Paulo (SP), na manhã desta quinta-feira (30). 30/03/2017 - Foto: NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMarginal Tietê - AE

Para tentar reduzir atropelamentos, Prefeitura de São Paulo anuncia aumento de 20% por cento no tempo da travessia de pedestres em algumas vias da cidade. A medida integra o Maio Amarelo, mês voltado à segurança no trânsito e que tem como objetivo diminuir o total de vítimas.

Segundo o Infosiga, banco de dados do governo paulista, houve aumento de 50% nos atropelamentos no mês passado. Em janeiro, a Prefeitura ampliou as velocidades nas marginais do Tietê e do Pinheiros, mas nega que a decisão tenha colaborado para a alta das ocorrências. A administração municipal reforça que 80% dos acidentes envolvem motos e, por isso, vai proibir as motocicletas na pista central nas duas vias.

Falando ao repórter Jovem Pan Anderson Costa, o prefeito de São Paulo, João Doria, pede o apoio das empresas que contratam os motofretistas para diminuir o total de acidentes.

“Os contratantes compreendam que há uma certa dinâmica para isso. Não se pode exigir mais velocidade por parte das entregas do que aquilo que a regularidade pode permitir. E haja também um cuidado e uma consciência melhor por parte dos motociclistas principalmente nas vias mais expressas”, disse Doria.

Doria acrescenta que a campanha será feita no rádio e na TV e que a entrega dos novos uniformes dos agentes da CET começa em breve.

O secretário de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda, diz que a CET está avaliando as causas dos acidentes nas marginais. Ele não vê “relação imediata” do aumento das mortes com o aumento da velocidade nas vias, promessa de campanha de Doria contra política pública do ex-prefeito Fernando Haddad.

As ações do Maio Amarelo terão o patrocínio do aplicativo de transportes 99. O gerente de relações públicas da empresa, Ricardo Kauffman, explica a Carlos Aros como a tecnologia será usada em benefício da campanha. O “app” avisará o motorista para este ter cautela quando passar pelos cruzamentos que mais matam por atropelamento na cidade.

A Prefeitura quer reduzir até 2020 as mortes no trânsito da capital paulista para 6 a cada 100 mil habitantes; atualmente, esse índice é de 7,5. Durante este mês de maio, a CET também irá reforçar a fiscalização em pontos com histórico de atropelamentos e desrespeito à faixa de pedestres.