Marqueteiro João Santana irá depor no dia 17 de abril no TRE da Bahia

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2017 06h19
Roberto Stuckert/Divulgação - 2/11/10 Roberto Stuckert/Divulgação - 2/11/10 João Santana entre ex-presidentes Lula e Dilma durante campanha presidencial de 2010

O depoimento do marqueteiro João Santana está sendo esperado como revelador e será no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia no dia 17 de abril.

A grande novidade é que, desta vez, o chamado “Mago da Imagem Política” vai falar sob juramento e em condição diferente: não pode mentir e muito menos se omitir. Essas são as regras da delação premiada já homologada pelo ministro relator no Supremo, Edson Fachin.

O processo da cassação da chapa Dilma-Temer foi suspenso para ouvir depoimentos dos marqueteiros, do ex-ministro Guido Mantega, além das alegações finais.

Depoimento de João Santana será sinal de como a delação poderá atingir os ex-presidentes Dilma e Lula. Ele é conhecedor das entranhas do poder e a articulação da compra de partidos políticos para a base de apoio dos petistas.

*Informações do repórter José Maria Trindade