Médicos alertam sobre perigos da alimentação e esporte nas férias

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2015 12h52
Rio de Janeiro

 Excessos nas celebrações de fim de ano exigem atenção redobrada com a saúde. O consumo de alimentos gordurosos, sem procedência, e de bebidas alcoólicas está entre as principais causas de intoxicação. Já brincadeiras simples, como jogar futebol na areia da praia, ampliam o risco de lesões de joelho e tornozelo.

Falando a Paulo Pontes, o ortopedista Geraldo Granata Júnior faz um alerta para quem não está habituado a praticar atividades físicas à beira-mar: “É bem mais perigoso para quem não está acostumado com a areia fofa, porque gera um desequilíbrio grande para o membro inferior, principalmente o joelho, então as torções aumentam. Tem que ter cuidado na hora de jogar, se não é atleta, se não tem o hábito de jogar vôlei, futebol, é melhor jogar naquela areia mais plana”. O ortopedista recomenda aos “atletas de final de semana” que façam alongamentos antes e depois das atividades, além de hidratação constante.

O médico de família e consultor Jovem Pan, Alfredo Salim Helito, afirma que alimentos de origem desconhecida devem ser evitados: “Cuidado com maionese, com cremes, peixes e camarões de barracas de praia. A pessoa está trabalhando honestamente, mas o óleo, a frigideira, o material utilizado, não têm a higiene adequada”.

Para reforçar a segurança nas praias de São Paulo, o Corpo de Bombeiros do estado abriu concurso para contratação de guarda-vidas temporários. As inscrições vão até 27 de dezembro e as provas práticas serão realizadas no próximo dia 28/12.