Membro de quadrilha que fraudava compras por empresas idôneas é preso

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2015 07h28
Caminhão semipesado

 Integrante de quadrilha especializada em fraudes na compra de maquinário industrial é preso por agentes do Deic no Interior de São Paulo. O bando é conhecido como “quadrilha do cadastro” por usar dados cadastrais de empresas idôneas nas compras dos equipamentos. Para evitar desconfiança, os suspeitos pagam antecipadamente o equivalente a 10% do equipamento.

Agentes da Segunda DIG, Delegacia de Investigações Sobre Estelionato e Crimes Contra a Fé Pública, iniciaram as apurações há quatro meses. Os policiais identificaram a nova aquisição da quadrilha, um equipamento para fixação de bordas de revestimento em placas de madeira, avaliado em R$ 52 mil e passaram a acompanhar as negociações.

Como de costume, os golpistas adiantaram R$ 5 mil do preço ao vendedor e agendaram a entrega para o município de Franca, no Interior. A fim de evitar surpresas, o negociador indicou um posto de combustíveis da cidade como ponto de encontro com o caminhoneiro.

Dali, ele orientou o motorista do caminhão a seguir seu veículo, um Audi A3, por várias ruas da cidade até que decidiu parar para verificar a carga. A equipe do Deic aproveitou para fazer a abordagem e prender o suspeito, identificado como Donizete Aparecido Duarte, de 52 anos.

Segundo o delegado Newton Fugita, da Segunda DIG, o preso não revelou qual seria o destino do equipamento. Uma das hipóteses é de que ele seria anunciado em sites de vendas de maquinários. Duarte foi autuado em flagrante por estelionato. Com a prisão, os policiais esperam chegar aos outros membros da quadrilha.