Mercedes-Benz suspende demissões em São Bernardo após acordo com sindicato

  • Por Jovem Pan
  • 25/08/2016 06h45
Fábrica da Mercedes-Benz

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC fechou acordo com a Mercedes-Benz e demissões são suspensas na fábrica de São Bernardo do Campo.

A montadora se propôs a abrir um novo programa de demissão voluntária e espera a adesão de 1,4 mil funcionários.

Se o número for alcançado, a empresa se compromete a dar estabilidade aos trabalhadores até dezembro de 2017 e poderá recorrer a programas de lay-off.

O mecanismo permite a suspensão temporária do contrato de trabalho, inclusive, com a interrupção do pagamento de salário.

A produção na unidade de São Bernardo está paralisada desde 15 de agosto e segundo a empresa, há um excedente de 2,5 mil funcionários.

Após a interrupção das atividades, os funcionários começaram a receber por carta o comunicado sobre a demissão. O novo PDV, que será feito até 31 de agosto, vai oferecer R$ 100 mil para quem aderir, independente do tempo de casa e da função.

Segundo a Fenabrave, as vendas de caminhões e ônibus no País tiveram queda de 31,9% entre janeiro e julho deste ano.

*Informações do repórter Anderson Costa