Mercosul e União Europeia devem firmar acordo em 2017

  • Por Jovem Pan
  • 17/11/2015 12h09
Wilson Dias/Agência Brasil Presidente Dilma durante a 48ª Cúpula do Mercosul e Estados Associados

 Um Acordo bilateral entre Mercosul e União Europeia deve começar a vigorar em 2017. A expectativa do governo brasileiro é que as negociações sejam concluídas entre os blocos no próximo ano.

O ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, destaca que a troca de ofertas é o início do processo e a proposta abrange quase 90% dos bens de comércio exterior. Ele enfatiza que espera uma rápida definição dos europeus: “A troca de ofertas é o início do processo e nós queremos concluí-lo em 2016. Acho que em 2017 já teremos a vigência do acordo”.

O presidente da Eurocâmaras, entidade que agrega todos os países do bloco, ressalta que os benefícios vão ser expressivos para os dois lados. Miguel Setas ressalta que o acordo poderá impulsionar o crescimento econômico do Brasil: “Um acordo permite aprofundar as relações comerciais, que significa aumentar as exportações, ter acesso à tecnologia, reforçar a competitividade e significa também aumentar o crescimento econômico brasileiro”.

Para o governo brasileiro o acordo com a União Europeia é prioritário por entender que o Mercosul precisa sair do isolamento. Além disto, indica que não se pode insistir no viés protecionista tendo em vista as novas realidades da economia mundial.