Ministro Aldo Rebelo diz que Copa 2014 vai gerar cerca de 3,6 milhões de empregos

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2014 19h21
Aldo Rebelo diz que tudo que podia ser feito está sendo feito nas obras da Copa

O ministro do esporte, Aldo Rebelo, disse que a Copa do Mundo deixará como um dos principais legados a geração de empregos. De acordo com ele, em artigo escrito por um representante da consultoria Ernest Young sobre uma pesquisa da FGV, o ciclo completo da Copa vai gerar cerca de 3,6 milhões de novos trabalhos.

“O ciclo completo da Copa gera no país 3,6 milhões empregos. O ciclo completo é o pré-Copa, o durante a Copa e logo depois da Copa. Um acréscimo de 0,4% ao PIB do país. (…) A projeção da imagem do país para o mundo, (…) as marcas do Brasil, que são marcas vitoriosas, também têm no momento da copa a sua divulgação”, contou o ministro.

Rebelo ainda preferiu não fazer nenhuma avaliação do evento antes da realização do mesmo, já que, para ele, seria “dar uma nota antes de aplicar a prova” e que ainda falta muita coisa para ser entregue.

“Os dois últimos estádios só terão seus eventos testes agora, no dia 14 em Curitiba e no dia 18 em São Paulo, os aeroportos, também, com as obras finalizadas no fim do mês de maio, mas acho que estamos dando conta do recado. Nós seremos aprovados pela preparação e pela realização da Copa, dentro das condições do Brasil naturamente. (…) De fato é um grande benefício e estamos trabalhando para isso”, explicou.

Confira a entrevista completa do ministro Aldo Rebelo para o programa “Os Pingos nos Is” no áudio acima.