No teatro com peça sobre amor, Monique Alfradique revela: “já traí, fui traída e perdoei”

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2016 12h16
Johnny Drum/Jovem Pan

O Jovem Pan Morning Show recebeu, nesta sexta-feira (28), os atores Emiliano D’Ávila e Monique Alfradique, que estão em cartaz com a peça “Qualquer Gato Vira-Lata Tem Uma Vida Sexual Mais Sadia Que a Nossa”. A dupla falou abertamente sobre relacionamentos amorosos e a atriz carioca revelou que já traiu e foi traída, mas acabou perdoando o antigo namorado.

“Eu já traí, já fui traída e perdoei”, contou Alfradique. Ela acrescentou que tentou levar a relação para frente, mas que as coisas nunca voltaram ao mesmo patamar de antes. “Nunca volta a ser a mesma coisa, fica a desconfiança”, completou.

A peça criada por Juca de Oliveira em 1998 mostra a história de Tati (Monique), Marcelo (Emiliano) e Conrado (Marcos Nauer). Depois de ser esnobada pelo namorado, a personagem de Alfradique acaba parando em uma palestra do psicólogo vivido por Nauer e vê suas dúvidas sendo relacionadas com a teoria evolucionista de Darwin.

O amor é um sentimento que faz as pessoas abrirem mão de algumas posturas e se entregar inteiramente na relação. Segundo a atriz, a ideia central da obra é mostrar a importância do amor próprio antes de qualquer coisa.

 “Quando fala de relações amorosas, todo mundo se encaixa. Independentemente da idade, quando a pessoa se envolve, ela abdica de postura que às vezes jamais faria. Você faz tudo pela pessoa e o principal do espetáculo é o amor próprio. É você se amar antes de amar a pessoa”, explicou.

O texto escrito pelo veteraníssimo ator mostra a biologização da relação, tratando com os tipos de papel que homens e mulheres devem exercer quando dividem o guarda-roupa. Com muitas mudanças sobre o papel feminino na sociedade nesses 18 anos que “Qualquer Gato Vira-Lata” está nos teatros, os atores e a direção resolveram fazer algumas mudanças para ficar mais atual.

“A postura da mulher mudou muito. Hoje em dia a mulher não espera mais, ela vai atrás do que quer. Adaptamos algumas reações, juntamente com o elenco e com aprovação do Juca por conta disso”, falou Monique.

Emiliano acrescenta e diz que os homens precisam entender que as mulheres querem buscar tanto quanto os homens. “Os jogos vão mudando com o tempo e você tem que se adaptar. É preciso entender que os dois ganharão numa relação”, concluiu.

SERVIÇO

Qualquer Gato Vira-Lata Tem Uma Vida Sexual Mais Sadia Que a Nossa
Teatro Gazeta
Av. Paulista, 900 – Bela Vista, São Paulo
Sextas e domingos – 20h
Sábados – 22h
Texto consagrado de Juca de Oliveira
com direção de Bibi Ferreira.