Simone Spoladore diz que buscou inspiração no cinema marginal para nova série da HBO

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2015 10h48
Jovem Pan <p>Simone Spoladore</p>

Estreia a partir do dia 24 deste mês, na HBO, a série brasileira “Magnífica 70”. Na trama, Vicente (Marcos Winter) é um homem entediado com sua realidade, que trabalha no departamento de censura do governo de São Paulo. Ele é casado com Isabel (Maria Luiza Mendonça), mas acaba se apaixonando por Dora Dumar (Simone Spoladore), atriz de um dos filmes que ele tem como obrigação censurar. Querendo conhecê-la, Vicente vai até a Boca do Lixo, onde se produziam os filmes da pornochanchadas e alguns filmes independentes. Ao conhecer Dora e seu trabalho, ele fica encantado, e começa então a querer fazer mais parte desse mundo.

Em entrevista ao Morning Show, Simone Spoladore contou mais detalhes sobre sua personagem, Dora Dumar. “É uma golpista que entra na produtora para roubar o dinheiro do filme. Nessa trajetória, ela se apaixona por ser atriz”, disse a atriz.

Mas não é só seu personagem que descobre seu caminho através do cinema, mas sim os personagens de forma geral. E essa descoberta ainda pode ser estendida para a vida real. “Eu encontrei minha vida através do cinema. Tenho tanto orgulho dos filmes que eu fiz, [eles] buscam uma linguagem diferente”, confessou a artista.

A atriz ainda desmistificou o fato de muitas pessoas associarem o cinema Boca do Lixo com a pornochanchada e elogiou a independência do cinema marginal, com seu próprio público e o lucro que gerava, buscando inspiração neste cinema dos anos 60. “Me inspirei em Helena Ignez [atriz do cinema marginal], ela potencializava a mulher em cena”.

“Magnífica 70” foi gravada no Rio de Janeiro e será exibida aos domingos na HBO antes de “Game of Thrones”.

Assista ao trailer.