MP que flexibiliza transmissão da “Voz do Brasil” é aprovada em comissão

  • Por Jovem Pan
  • 20/10/2016 06h41
BRA103. BRASILIA (BRASIL), 14/09/2016.- El presidente brasileño, Michel Temer (c), participa hoy, miércoles 14 de septiembre de 2016, en un acto, celebrado en el Palacio presidencial de Planalto en Brasilia (Brasil). Temer anunció hoy que su Gobierno destinará 1.000 millones de reales (unos 303 millones de dólares) adicionales al área de salud y reiteró que no tiene previsto reducir la inversión en asuntos sociales. EFE/FERNANDO BIZERRA JRMichel Temer EFE

A comissão da Medida Provisória que define a transmissão para Olimpíadas e Paralimpíadas aprovou a flexibilização do horário de transmissão do programa “A Voz do Brasil”.

Esta foi uma mudança no texto assinado por Michel Temer, que abriu a possibilidade apenas durante o período dos Jogos. Com a aprovação, o projeto chamado de “projeto de conversão” é que vai ao plenário da Câmara e depois ao Senado.

Se até 22 de dezembro o projeto for aprovado, a mudança será definitiva e a propaganda do Governo irá mudar. O programa para Câmara, Senado e Judiciário continua obrigatório, mas pode ser apresentado entre 19h e 21h. Atualmente ele é veiculado das 19h às 20h.

A estrutura continua a mesma: 25 minutos do lado positivo do Governo e viagens do presidente, 10 minutos para os senadores falarem de suas propostas e projetos, 20 minutos para os deputados mandarem as mensagens às bases eleitorais e 5 minutos para um resumo dos julgamentos dos tribunais superiores.

A MP, se for aprovada, vai mudar o Código Brasileiro de Telecomunicações.

*Informações do repórter José Maria Trindade