MP questiona números divulgados pela Secretaria de Segurança Pública

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2016 13h26
O secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo, Alexandre Moraes, durante reunião com o ministro José Eduardo Cardozo (Elza Fiuza/ Agência Brasil)Secretário de Segurança Pública Alexandre de Moraes

 O Ministério Público de São Paulo vai apurar os dados do governo do estado sobre homicídios. A promotoria abriu investigações para saber se houve alguma irregularidade, ilicitude, deficiência na fonte, coleta e análise dos bancos de dados. O inquérito civil vem depois de uma reportagem do jornal O Estado de São Paulo, que informou que o número de assassinatos é maior do que o divulgado.

A Secretaria Estadual da Segurança Pública diz que há erros no levantamento do diário. O secretário Alexandre de Moraes afirma que poderá provar novamente os dados com o inquérito: “O Ministério Público vai poder esclarecer de uma vez por toda e para toda a sociedade a correta metodologia que a Secretara de Segurança Pública faz, e nós teremos mais um atestado da veracidade dos nossos números. Não só esse atestado que é dado pela SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública) que é do governo federal, não ligado ao governo estadual, e o anuário que é ligado ao Ministério da Justiça”.

A Secretaria vai ser questionada pelo MP sobre a metodologia empregada pela pasta para a totalização das estatísticas criminais. Depois disso, a promotoria poderá pedir abertura de ação civil pública ou arquivar o caso.

Informações: Tiago Muniz