MPF-SP aciona Google e investiga divulgação de jogos como o Baleia Azul

  • Por Jovem Pan
  • 24/04/2017 07h25
Hacker

O Ministério Público Federal de São Paulo investiga a divulgação de vídeos com “jogos perigosos” para crianças e adolescentes nas redes sociais.

Os promotores acionaram o Google, empresa responsável pelo YouTube, onde os vídeos foram veiculados.

Para se ter uma ideia da popularidade desses jogos perigosos, um milhão de pessoas seguem pelo menos quatro canais no YouTube.

O objetivo do MPF é fazer com que o canal tenha maior controle sobre os conteúdos, além de estudar eventual responsabilização da empresa caso não remova os vídeos.

O assunto ganhou repercussão nos últimos dias com relatos de suicídios e automutilações pelo País, supostamente ligados ao jogo virtual Baleia Azul

No último mês, a Procuradoria Regional do Direito do Cidadão conseguiu remover 11 vídeos que estimulam jovens a se ferirem ou se matarem

Ao jornal O Estado de S. Paulo, o Google disse que não comenta o caso específico do inquérito.

*Informações do repórter Victor Moraes