Não dá para imaginar Dilma na presidência até 2018, diz líder do Movimento Brasil Livre

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2015 16h40
Kim Kataguiri

Coordenador nacional do Movimento Brasil Livre, Kim Kataguiri participou, por telefone, de Os Pingos Nos Is desta sexta-feira (18) e disse que não dá para imaginar Dilma Rousseff na presidência do Brasil até 2018.

Segundo ele, o impeachment nunca esteve tão próximo e as definições do Supremo Tribunal Federal sobre o rito que definirá o processo não mudam em nada a pressão dos movimentos em favor do afastamento da presidente: “A opinião pública é essencial, os petistas não têm como dizer que é golpe, a ação é legítima, continuaremos cobrando os parlamentares e indo às ruas”.

O MBL e outros movimentos promoverão uma mega manifestação em várias cidades do país no dia 13 de março de 2016 para pedir a saída da presidente. Kataguiri explica que a data é estratégica, já que há expectativa de que o plenário da Câmara vote sobre o impeachment.

No último domingo (13), cerca de 83 mil pessoas foram às ruas em 22 capitais mais o Distrito Federal, pedir a saída da presidente. A maior concentração ocorreu na Av. Paulista, em São Paulo, com a presença de 40 mil manifestantes, segundo o Datafolha.