Nova fase da Operação Acrônimo investiga Vox Populi e construtora JHSF

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2016 07h14
Fernando Frazão/Agência BrasilFernando Pimentel - ABR

Polícia Federal deflagra 6ª fase da Operação Acrônimo, que tem entre um dos investigados o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e condução coercitiva em São Paulo e também Minas.

Houve buscas na sede do instituto de pesquisas Vox Populi em Belo Horizonte e no escritório da construtora JHSF.

Nesta fase, a investigação apura recursos que foram repassados do BNDES para a empreiteira para a construção do aeroporto de São Roque, no interior paulista.

A operação começou no ano passado e investiga irregularidades no financiamento e na prestação de contas de campanha de Pimentel.

Ele foi indiciado pela Polícia Federal sob suspeita de corrupção passiva, tráfico de influência, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A defesa do governador mineiro disse, em nota, que esta fase da operação é um factoide criado para influenciar o julgamento do recurso de Pimentel no STJ.

O Vox Populi informou que disponibilizou a documentação solicitada e continua pronto a atender quaisquer outras solicitações das autoridades.

*Informações do repórter Anderson Costa