Novo presidente da Anatel promete rigor orçamentário e ética no setor

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2016 11h00
DF - POSSE-JUAREZ-QUADROS-NOVO-PRESIDENTE-ANATEL - POLÍTICA - Juarez Quadros (foto) é empossado como novo presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no Espaço Cultural Anatel em Brasília (DF), nesta terça-feira (11). Quadros foi nomeado para exercer os cargos de conselheiro e presidente do Conselho Diretor da Anatel até 4 de novembro de 2018. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab esteve presente. 11/10/2016 - Foto: MATEUS BONOMI/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOJuarez Quadros

O engenheiro eletricista Juarez Quadros assumiu a presidência da Anatel prometendo rigor orçamentário, ética e modernização do setor. Ele disse que irá levar ao Congresso Nacional uma agenda legislativa para dar mais força à fiscalização e ao atendimento às reclamações do consumidor.

A posse de Quadros foi muito prestigiada no plenário da Anatel nesta terça-feira (11).

“Fica a frente da Anatel uma pessoa honrada, com conhecimentos muito profundos em relação a área de comunicações e que vai credenciar a Anatel a ter extraordinario desempenho ao longo dos próximos anos”, disse o ministro de Ciência e Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab.

Representantes de empresas de telecomunicações, profissionais do setor e amigos foram cumprimentar o novo presidente da Anatel.

O vice-presidente da Abert, Daniel Slaviero, representou as empresas de rádio e TV.

No discurso de posse o ex-ministro foi claro ao dizer que haverá controle orçamentário, ética, transparência e combate urgente à corrupção. Juarez Quadros defendeu ainda a abertura do setor para o mercado, privilegiando a qualidade de prestação de serviço em vez de política de arrecadação forçada.

A modernização da Lei Geral de Telecomunicações, é outra defesa de Juarez. Ele quer a revisão do sistema de outorgas e de exploração de serviços. “Tem leilões para o espectro de satélites, tem leilões para áreas de frequências dos serviços. Mesmo que diminua alguma condição de arrecadação, ainda é recurso a entrar para o Tesouro”, disse o novo presidente da Anatel.

Juarez Quadros disse também que não pretende levar para a sua área o setor de rádio e Televisão: “o que a Anatel faz é somente a fiscalização técnica. A parte de outorga é do Ministério”.

Confira a reportagem completa de José Maria Trindade: