Odebrecht negocia com grupo chinês participação na administração do Galeão

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2017 11h50

Odebrecht TransportAeroporto Galeão

Estão bem encaminhadas as negociações entre a Odebrecht, que está mergulhada nas investigações da Operação Lava Jato, e o grupo chinês HNA para controlar o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.

A Odebrecht é sócia no consórcio que administra o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, mas está pulando fora. Fala-se que a negociação pode variar de R$ 1 bilhões a R$ 2 bilhões. A empresa detém 60% da parte privada do consórcio. 49% pertencem à Infraero e 51% aos sócios privados.

O negócio deve ser fechado nos próximos dias. Os chineses analisam os contratos, passivos e compromissos do consórcio Rio Galeão para sacramentar o negócio nas próximas semanas.

Na próxima semana, no máximo daqui 15 dias, o consórcio se comprometeu a quitar a outorga em aberto de 2016, algo em torno de R$ 915 milhões. Além disso, pelo acordo firmado com o Governo federal, o consórcio com os chineses da HNA irá antecipar outorgas anuais de 2017, 2018, 2019 e parte da de 2020.

O aeroporto do Galeão foi concessionado à iniciativa privada em 2013.

*Informações do repórter Rodrigo Viga