Odebrecht pagou propina para abater dívidas com a Light no RJ, diz delator

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2017 06h50

Benedicto Barbosa da Silva JúniorBenedicto Barbosa da Silva Júnior

Delator da Odebrecht diz que pagou propina a executivo da Light para que a empresa de energia perdoasse parte da dívida que a Supervia tinha com ela.

A afirmação é do ex-diretor da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa da Silva Júnior, que coordenava o setor de operações estruturadas, que nada mais era que o departamento de propinas do conglomerado.

O pagamento de R$ 2 milhões foi feito em 2014 a um diretor não identificado da Light, empresa privada de distribuição de energia elétrica que atua no Rio de Janeiro.

Com isso, a Supervia, concessionária do serviço de trens urbanos no Rio, que era controlada pela Odebrecht Transport, teve uma dívida de R$ 9 milhões abatida.

O delator Benedicto Barbosa da Silva Júnior explicou que pagar ao executivo R$ 2 milhões valia a pena dado o tamanho da dívida.

Benedicto Júnior disse que não sabe quem é o executivo porque a operação foi tocada por outra pessoa: Paulo Cesena, outro delator da Lava Jato.

A Light diz que não constatou irregularidades nos contratos com a Supervia e que a dívida da empresa de transportes supera R$ 50 milhões.

*Informações do repórter Tiago Muniz