Ônibus é incendiado na zona norte e viação reduz frota no trajeto

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2016 06h51
SP - ÔNIBUS INCENDIADO/ZONA NORTE - GERAL - Ônibus da viação Sambaiba é incendiado por criminosos na Rua Ushikichi Kamiya, no bairro do Tremembé, Zona Norte de São Paulo (SP), na noite desta quarta-feira (27). Segundo informações, o ato aconteceu após a morte de três jovens que moravam no bairro. Houve confronto com a chegada da polícia. A PM usou bombas de gás para dispersar a população que revidava com pedras, garrafas de vidro e outros objetos. Ninguém foi preso. Nenhum passageiro ficou ferido. 28/04/2016 - Foto: EDU SILVA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOÔnibus incendiado na Zona Norte

 Vândalos incendiaram um ônibus na região do Tremembé, na Zona Norte de São Paulo. O ataque contra o coletivo da Viação Sambaíba ocorreu no início da noite de quarta-feira (27) na Rua Ushikichi Kamiya, nº 2000.

Segundo a Polícia, o ônibus, da linha 1788/10, que liga o Jardim Fontalis ao Metrô Santana, foi parado por um grupo formado por cinco homens. Os desconhecidos mandaram motorista, cobrador e passageiros descerem e, em seguida, atearam fogo ao veículo.

O bando também arrastou uma kombi que estava estacionada nas proximidades e a queimou atravessada na pista. Ninguém ficou ferido no atentado. Os bombeiros foram acionados e apagaram as chamas, mas o coletivo ficou destruído.

PMs também foram chamados e fizeram buscas, com apoio do helicóptero Águia, mas nenhum suspeito foi preso. Após o ataque, a Viação Sambaíba recolheu todos os ônibus que faziam o trajeto e reduziu a frota das demais linhas que passam pelo Tremembé.

A polícia ainda não sabe dizer o motivo do ato de vandalismo, mas duas hipóteses serão apuradas. Uma delas é de que o atentado seria um protesto contra a falta de luz que atingiu a região por várias horas nesta quarta-feira, depois que uma árvore de grande porte, caiu e derrubou três postes da Eletropaulo. A outra é que seria uma represália à morte de um traficante em troca de tiros com PMs, mas a corporação não confirmou confrontos na região.

O caso foi registrado no plantão do 73º Distrito Policial, do Jaçanã.