Weintraub explica situação das bolsas da Capes: ‘Ninguém vai deixar de receber’

Em entrevista ao programa ‘Os Pingos nos Is’, Abraham Weintraub falou sobre bolsas do Capes, contingenciamento de verbas e Escola Sem Partido

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2019 19h50
MATEUS BONOMI/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDOO ministro da Educação, Abraham Weintraub, concedeu entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, nesta segunda-feira (2)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, explicou, em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, nesta segunda-feira (2), a situação das bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A fundação cancelou a concessão de 5.613 bolsas de pós-graduação que estavam previstas para sair neste ano.

“A gente não tem como fazer este mês as bolsas que sido programadas”, afirmou Weintraub. “Todas [as que estão em andamento] estão mantidas, não vai ter corte, ninguém vai deixar de receber. Mas a gente vai segurar a entrada de novas bolsas”, disse. Ele assegurou que o problema será resolvido em breve e que “a vida na capes está preservada”.

O ministro explicou que ainda não encontrou uma maneira de encaixar a verba das bolsas da Capes no Orçamento de 2020, que já está bastante comprometido por causa dos salários de profissionais vinculados ao MEC. “O Orçamento do MEC até teve um pequeno incremento, o problema são as despesas obrigatórias”, disse.

Weintraub, no entanto, se mostrou otimista que a situação vai estar melhor em 2020. “Acho que o momento mais agudo para a questão orçamentária foi esse ano, não o ano que vem”, projetou.

Contingenciamento e Escola Sem Partido

Abraham Weintraub também falou sobre o contingenciamento que a pasta fez em abril. Segundo ele, as verbas para as universidades federais serão descongeladas já neste mês.

“O que foi contingenciado em abril vai ser liberado em setembro”, prometeu. Ele explicou que o que houve no primeiro semestre é diferente do que está acontecendo agora com as bolsas da Capes. “Não é o que foi feito hoje com as bolsas da Capes, não temos a solução definitiva para colocar no orçamento. Como a gente não tem a solução, não posso colocar no programa de Orçamento do ano que vem nem me comprometer com bolsa que não tenho a solução”, disse.

Sobre o projeto Escola Sem Partido, o ministro falou que o decreto está praticamente finalizado e deve sair nesta semana. A minuta, segundo Weintraub, vai “manter a liberdade do professor de se expressar e a do aluno de aprender”.

Ainda nesta semana, o MEC vai lançar outros dois projetos, a Escola Cívico-Militar e o ID Estudantil. O ministro não deu detalhes sobre as novidades, mas antecipou que elas fazem parte da Semana da Pátria, em comemoração à Independência do Brasil, no próximo sábado (7).