Alcolumbre é sabotador da nação e senta em cima de uma decisão importante, diz Ana Paula

Lewandowski negou pedido para obrigar presidente da CCJ a marcar sabatina de André Mendonça; programa ‘Os Pingos Nos Is’ comentou

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2021 19h56
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 16/09/2020Alcolumbre trava sabatina de mendonça há quase 3 meses

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski negou nesta segunda-feira, 11, um mandado de segurança apresentado pelos senadores Jorge Kajuru (Podemos-GO) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE) para obrigar o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a marcar a sabatina de André Mendonça. Ele foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a vaga de Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF) há quase 3 meses. Na decisão, Lewandowski argumentou que a Corte não poderia interferir em uma matéria interna do Congresso Nacional.

Para Ana Paula Henkel, comentarista do programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, os ministros do Supremo agem com hipocrisia. “É assunto interno apenas aquilo que os ministros decidem que é. Quando eles querem colocar a caneta polótica e ativista no nosso Congresso, eles colocam”, afirmou. “Nós temos um pirracento, um sabotador, Davi Alcolumbre, sentando em uma decisão importante. O que um dos nossos sabotadores da nação faz é inaceitável. Mais uma vez a gente tem que começar a fazer a lista daqueles que temos a obrigação de expurgar do nosso cenário politico a partir de 2022. Alcolumbre tem que encabeçar essa lista”, completou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta segunda-feira, 11, na íntegra: