Alexandre de Moraes é personagem tosco e envergonha o STF, diz Ana Paula Henkel

Comentaristas do programa Os Pingos Nos Is analisaram decisão que uniu o inquérito das milícias digitais a investigação sobre Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2022 19h25
WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDO Alexandre de Moraes Moraes atendeu pedido da PGR

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o chamado inquérito das milícias antidemocráticas e a investigação sobre ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao sistema eleitoral sejam unificados. A medida atende a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). Na decisão, o magistrado afirma que “os elementos de provas colhidos para apuração dos fatos envolvendo a live realizada pelo Presidente da República na data 29/7/2021” apontam para uma análise “em conjunto com a investigação principal conduzida no Inq 4.874/DF, cujo objeto é uma organização criminosa complexa, de forte atuação digital e com núcleos de produção, publicação, financiamento e político, com objetivo de atacar o Estado Democrático de Direito”.

Ana Paula Henkel, comentarista do programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan News, disse que Alexandre de Moraes é “uma vergonha” para a Corte. “O STF é uma instituição preciosa na nossa República, da maneira como ela foi construída. No entanto, esse personagem tosco que é Alexandre de Moraes envergonha a Corte”, opinou. “O Brasil merece ministros muito mais capacitados, com censo de justiça baseado na Constituição e também com censo de justiça moral, e Alexandre de Moraes não tem nenhum dos dois. No entanto, Rodrigo Pacheco continua sendo o guarda-costas do tirano do STF”, concluiu. 

Assista ao programa desta terça-feira, 10: